• Como ser quem sou?

    Como ser quem sou?

    Faz parte de nosso desenvolvimento pessoal nos tornar quem somos. Mas como fazemos para ser quem somos?

    Aprendemos desde cedo a agir de acordo com valores que nos foram transmitidos por nossos pais, familiares, escola, sociedade e mídia. Muitas vezes agradamos os outros para nos sentirmos aceitos, dando maior importância a eles do que a nós mesmos. Em certo ponto, quando somos jovens nos sentimos dependentes deles para guiar e auxiliar nossas escolhas.

    Conforme amadurecemos, percebemos que nossas experiências de vida são fontes de sabedoria e passamos a utilizá-las para avaliar as nossas escolhas e as possíveis consequências delas. Compreendemos que cada decisão implica em uma ou mais renúncias e que podemos nos decepcionar depois, e se o resultado não for o esperado podemos buscar outros caminhos.

    Se percebemos melhor o que sentimos, compreendemos o que nos faz bem e o que não nos faz bem. Nos mostramos autênticos quando nossas ações resultam do equilíbrio entre o que sentimos e o que pensamos.

    Apreciamos os outros pelo que são, e a nós mesmos pelo que somos quando reconhecemos os nossos valores e entendemos que os outros possuem os deles, entendendo que não precisamos ser o que os outros esperam de nós, e nem eles precisam ser o que esperamos.

    Deste modo, vamos deixando de lado a sensação de obrigação do "eu devo fazer" para a liberdade do "eu quero fazer". Passamos a escolher o que nos faz sentido e não o que alguém ou um grupo de pessoas espera de nós. Nos abrimos para novas experiências, externas e internas, potencializando nossa vida e criando novos modos de ser para nós mesmos.


    Por Bruno Carrasco, psicoterapeuta existencial.
  • Textos Relacionados

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário