• Sobre a liberdade de ser...


    Você se sente livre para fazer suas escolhas ou sente que na maior parte do tempo não escolhe, e acaba fazendo o que se comprometeu ou o que outra pessoa espera que você faça?

    O que é ser livre? Se perguntarmos para diversas pessoas, cada uma vai descrever de uma maneira o que significa liberdade para si. Para Jean-Paul Sartre, filósofo existencialista, todos somos livres, pois a liberdade é uma condição humana.

    Somos livres para fazer escolhas, a todo momento. Se vamos a um lugar, podemos escolher ir por um caminho ou por outro, inclusive podemos escolher não ir. E por sermos livres, somos responsáveis pelas consequências de nossas escolhas.

    Não há um padrão que defina como cada pessoa deve ser ou agir em sua vida, cada pessoa se faz por meio de suas escolhas.

    São as nossas escolhas e experiências que resultam na pessoa que somos. Cada um se torna o que faz de si, do modo como reage às circunstâncias e fatos que vivencia.

    Escolher nos possibilita transformar o que somos e o que vamos nos tornar. Quando escolhemos, mudamos os rumos de nossa vida, experimentando novos caminhos e possibilidades.

    As escolhas que fazemos podem afetar outras pessoas ou espaços que convivemos, portanto quando escolhemos algo, alteramos a nós mesmos e aos outros também.

    Cada escolha nos leva a uma nova possibilidade, onde faremos novamente outras escolhas, e assim sucessivamente. Existir consiste em expressar o que somos, o que nos é interior. Conviver implica em nos relacionar com as pessoas e com suas diferenças.

    Quando fazemos nossas próprias escolhas, vivemos o conflito entre que desejamos ser e as condições onde estamos, numa busca constante de nos aproximar do ser que desejamos nos tornar.

    "O que é ser livre? É não termos vergonha de ser quem somos."
    (Friedrich Nietzsche)

    Por Bruno Carrasco, psicoterapeuta existencial.
  • Textos Relacionados

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário