• Está corrido, mas está bom?


    Uma das expressões mais usadas de uns tempos para cá, quando vamos dizer sobre como estamos, é "está corrido!". Mas o que significa estar corrido? O que está corrido? E se está corrido, para onde estamos correndo?

    Há uns anos atrás, quando as pessoas se encontravam na rua ou em algum lugar, era costume uma perguntar a outra, "como vai?", e a outra responder, "bem, e você?", nem sempre estávamos bem, mas era comum responder isso.

    Claro que haviam as pessoas com as quais tínhamos mais intimidade e por vezes respondíamos algo como "não estou bem, tive uma febre", ou "estou triste, minha mãe está doente", comentando um pouco sobre o que realmente sentíamos.

    Mas atualmente, quando uma pessoa pergunta a outra, "como vai?", a resposta é, quase sempre, "está corrido!". Vejo muitos amigos e conhecidos dizendo isso, por vezes até eu mesmo acabo dizendo sem perceber.

    Estar "corrido", não diz se está bem ou se está mal, não diz se está alegre ou triste, não diz se está disposto ou cansado, enfim, não descreve como a pessoa se sente, mas o modo como estamos lidando com o tempo e as atividades que fazemos.

    Talvez estejamos usando tanto essa expressão por não termos outra que expresse melhor o momento em que estamos vivendo. Tudo tem de ser rápido, e tudo acaba acontecendo "corrido".

    Acordamos, logo nos banhamos, saindo do banho chega a hora do café, e tem que ser café rápido, nada de sentar, ler um jornal, conversar com os parentes ou olhar o movimento na rua, é engolir o café e seguir para a próxima etapa!

    Depois vamos para o serviço e lá ficamos seguindo o tempo de nossos "superiores", que nos ditam o que devemos fazer, sempre tentando aproveitar ao máximo o "tempo" em que lá estamos.

    Terminado o trabalho voltamos para casa, temos as mensagens para responder dos amigos e conhecidos, as notícias para ver afim de nos manter "atualizados", e quando possível encontramos com amigos.

    Depois vem a janta, o seriado novo para assistir, o livro para ler, e finalmente a hora de dormir. Se você tiver filhos ou animais de estimação, terá também o tempo que se dedica a cada um eles e as atividades que fazem juntos.

    E assim seguimos a vida, nessa "correria", como uma série de coisas que devem ser cumpridas, e todas devem ser rápidas para que se possa agregar cada vez mais tantas outras...

    Vivemos na correria pois nos esforçamos a fazer cada vez mais atividades, tentamos sempre "encaixar" algo mais em nossa "agenda", é, tem que ter agenda para isso tudo. E assim, não nos sobra tempo para relaxar ou descansar.

    Não nos permitimos tempo para relaxar, acreditamos que se paramos estamos perdendo tempo, e não há nada mais errado e culposo que "perder tempo" nos dias de hoje, é como que um pecado ou vagabundagem.

    E apesar de tudo que fazemos, parece que nunca estamos satisfeitos com o que fazemos, queremos sempre fazer mais, e não dedicamos tempo para nós mesmos, para descansar ou para fazer o que desejamos.

    Dizer que está "corrido" não significa estar bem, é apenas uma descrição de como experimentamos nossa vida atualmente. Mas pergunto, como está esse "corrido"? Você se sente bem vivendo desta maneira?
  • Textos Relacionados

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário