• Como ser autêntico?


    Cada pessoa é muito mais do que um conjunto de descrições e classificações, é importante ter isso claro para ir de encontro com a autenticidade. Outro ponto importante é perceber o que é nosso e o que é do outro, o outro é outro, para não confundir o outro com o que somos.

    Nem sempre escolhemos as condições onde estamos inseridos, mas sempre podemos escolher como reagir as circunstâncias em que estamos presentes. Somos livres para fazer escolhas, cada escolha que fizermos podemos alterar nosso momento atual, pode nos possibilitar novos caminhos.

    A responsabilidade da escolha só pode ser da própria pessoa que escolhe para si mesma. Perceber-se responsável por suas escolhas é o mesmo que perceber-se autor de sua própria vida. Isso nem sempre é fácil, pois nem todas escolhas geram consequências agradáveis, mas com as experiências vamos nos desenvolvendo e fazendo melhores escolhas futuras.

    Nossa escolha é nossa, nunca do outro, quando escolhemos para outra pessoa, assumimos uma responsabilidade que não é nossa, mas de outra pessoa, dessa forma impedimos ela de vivenciar suas próprias dificuldades e seu crescimento pessoal.

    A autenticidade é resultado de fazer suas próprias escolhas tomando decisões com base em seus valores e seus sentimentos, e não tendo como referência os valores externos como uma regra, mas compreendendo estes como possibilidades, que podemos ou não escolher.

    Deste modo, nos sentimos autônomos para escolher nossa própria vida, e diante de novas circunstâncias podemos criar novas maneiras de lidar. Vivendo assim passamos a nos sentir mais confiantes e criativos para viver a nossa vida.

    Uma maneira de assumir nossa responsabilidade é reconhecer o que sentimos e não depositar no outro, ou seja, ao invés de "as pessoas daquele lugar me tratam mal", perceber "me sinto mal tratado pelas pessoas daquele lugar".

    Quando colocamos a responsabilidade no outro, inevitavelmente a situação depende dele para mudar, e quando percebemos nosso sentimento, podemos escolher o que fazer com isso, ou seja, podemos lidar de outra maneira com essas pessoas ou frequentar outros lugares, entre tantas outras opções, por exemplo.

    Viver autenticamente com outra pessoa consiste justamente em conviver com o outro e não para o outro, é se permitir a experimentar o que está acontecendo presente, sem se culpar pelo passado ou tentar antever o futuro.

    Ser autêntico não significa ser perfeito, pois é humano errar, todos cometemos erros num momento ou outro. Além disso, a concepção do que é perfeito e bom para uma pessoa pode não ser a mesma para outra. 
  • Textos Relacionados

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário